“Depois de inúmeras tentativas de conseguir achar alguém descente nesse mundo, me veio você.”

Um mini texto que eu escrevi pro meu namorado

"Sabe aquela estranha sensação de que a sua vida está tão boa que deve ter alguma coisa errada? Então, eu to assim agora… Provavelmente é porque eu tenho você do meu lado. A gente se conheceu esse ano e a primeira coisa que você veio falar comigo quando me viu foi “qual o seu time?”, e vamos combinar que o meu primeiro pensamento foi “por quê ele tá me perguntando isso?”. Pra me assustar mais ainda, quando eu falei que meu time era o Flamengo, você deu um pulo, começou a me abraçar loucamente e foi nesse momento em que eu me arrependi profundamente de não ter dito que eu era vascaína. Além de ser a esquisitice e a chatice em pessoa você só falava de duas coisas: futebol e mulheres. E foi aí que me veio o estranho pensamento de que talvez você fosse gay. Eu acho que você falava tanto nesse assunto que provavelmente eu pensava que você ainda estava “se descobrindo”. Nada contra os gays, só pra deixar claro!

Depois de algum tempo nós fomos nos aproximando mais e eu percebi que você era louco como eu. Tínhamos muitas manias parecidas, como sempre entrar em lugares com o pé direito, achar que o lado direito está relacionado com os números pares e vice-versa, e por aí vai (maluquices da vida). Fui percebendo que além de irritante você era um dos poucos garotos que eu já havia conhecido que escutavam com atenção o que eu falava e isso era incrível. Mas mesmo assim eu só te via como um amigo e isso pra mim já era demais.

Ao longo do ano, eu não sei como, já que eu sou totalmente antissocial, fui virando sua amiga e você um dia me disse que apesar de termos nos conhecido há pouco tempo eu era a sua melhor amiga. Eu não lembro da minha reação, mas provavelmente foi uma cara de assustada (essa geralmente é a minha reação pra tudo que você fala). Fomos conversando cada vez mais e acabamos indo até pra Búzios com as garotas, e foi lá que tudo começou.

Nunca pensei que os meus 16 anos seriam tão bons como estão sendo agora. Desde a madrugada do dia 7 de junho (sábado), eu não havia percebido que a minha vida mudaria tanto. Logo após alguns términos de namoro mal resolvidos, brigas com melhores amigos e muitos outros problemas, você acabou aparecendo na minha vida de um jeito um tanto quanto estranho. Não vou entrar em detalhes porque você já sabe de tudo e se mais alguém ler, vai acabar com a nossa reputação (mentira).

A gente acabou ficando em Búzios e quando voltamos para o Rio, eu admito que eu não sabia muito bem o que fazer. E quando eu não sei o que fazer, algo está errado, já que como meus amigos dizem, eu sempre tenho uma “carta na mão”. Não sabia o que você tinha achado e eu estava meio em dúvida se continuaria com aquilo. Mas como a maioria das vezes, eu penso em milhões de coisas ruins que podem acontecer antes de tomar alguma decisão e dessa vez eu ignorei todos os possíveis problemas e pensei mais na minha felicidade. Por incrível que pareça, eu acho que essa foi a melhor decisão que eu já tomei. Começamos a ficar, você passou meu aniversário comigo, e no dia 27 de junho nós começamos a namorar. O seu pedido de namoro foi um tanto quanto sem graça, você me puxou e perguntou “quer namorar comigo?”. Além disso você ainda me deu um colar que eu amo muito só pelo fato de ter ganhado ele de você. Eu admito que estava em dúvida, mas quando aceitei, me senti a pessoa mais feliz do universo. E ainda bem que foi assim! Porque se tem uma coisa que eu realmente odeio é chamar atenção. Quanto mais simples melhor e você fez do jeito perfeito.

Você geralmente fala que eu sou “perfeita”, mas acho que é o oposto. Você é sensível, interessante, fofo, atento (algo muito importante, parabéns) e mais um bando de coisas que eu já te falei, e pra mim isso sim é perfeição. Ah, esqueci do lindo também, eu admito que te acho lindo. Muitas pessoas me dizem que eu sou crítica demais e isso faz com que eu não aproveite a minha juventude. Com você eu sinto que eu consigo ser maluca, divertida, infantil, chata, ou seja, eu mesma. Lembra da festa de 18 anos da sua prima? Eu acho que eu nunca me diverti tanto com alguém em uma festa. A gente foi pra um canto conversar e no meio do nada ouvimos as músicas tocando e começamos a dançar igual dois malucos. Quer dizer, eu dancei e você fez alguns movimentos estranhos que até hoje eu não entendo…

Como você já deve ter percebido, não é muito comum expressar meus sentimentos. Não vou começar com mimimi, tenho muitos problemas, porque isso é muito irritante. Só quero que saiba que você é muito importante pra mim e eu amo você só um pouquinho. Mentira, eu te amo muito muito muito. Embora eu não diga toda vez que te amo ou que não demonstre toda hora, o que eu sinto por você é mais verdadeiro que a minha beleza. (Ta, não vamos exagerar! Eu sou linda e isso é a maior verdade do mundo). Eu acho que como não é comum me expressar toda hora, eu faço essas ótimas (péssimas na realidade, mas vamos fingir que são boas) piadinhas toda hora e na maioria das vezes eu me sinto o Chandler do FRIENDS. A principal diferença é que ninguém ria das piadas dele. Ele ficava tão desconfortável em algumas situações que as piadas e zoações são a melhor saída e comigo é a mesma coisa.

Espero que você perceba agora o quão especial você é pra mim. No dia 9 de julho, você escreveu a coisa mais linda do mundo pra mim e dessa vez não era copiada do google “Eu não te trocaria por nada. Você é única e perfeita, você me completa. É minha metade animada, linda, tranquila e pegadora”. Vou falar só dessa vez que isso me emocionou muito, já que eu sabia que isso estava vindo de alguém que eu realmente amo. (Ok, esse texto já tá ficando muito emocionante).

Eu acho que nós dois somos a prova viva de que os opostos se atraem. Ao mesmo tempo, nós temos muitas coisas em comum, menos o gosto musical! O que mais me impressiona é que apesar de todas as zoações que eu faço com você, toda a grosseria também e essa imagem de “insensível” você realmente deve ter algum problema já que você me atura e me ama. Eu não sei como isso é possível, mas eu não vou discutir isso.

Só pra variar um pouco, eu atualmente estou bem mais amorosa e vou falar mais algumas coisas porque hoje eu to inspirada. Eu amo a sua risada, você diz o mesmo da minha apesar de que a minha risada é muito tosca. Mas tem uma coisa, não é aquela sua risada forçada que você faz sempre. É aquela risada que você faz só quando tá comigo e você geralmente ri tanto que chega a ficar todo vermelho. Eu amo quando você dá aquele sorrisinho sem graça quando olha pra mim e eu me divirto muito quando você faz essas suas caretas ridículas que me fazem gargalhar toda hora. Porém o que mais me encanta é esse seu jeito bobo e alegre. Mesmo com todas as maluquices e diferenças (que não são poucas) você acabou me conquistando e isso é impressionante, já que isso é raro.

Sabe aquela música da Clarice Falcão chamada “De todos os loucos do mundo”? Um dia você me disse que essa era a nossa música. Quando você me mostrou eu me senti meio estranha. Acho que era amor. Mas óbvio que eu não ia admitir isso, já que como você diz “eu sou durona e tenho coração de pedra”. Mas no dia 24 de junho eu disse pela primeira vez que te amava. Eu tava viajando e você me forçou a dizer “eu te amo”, por mensagem. POR MENSAGEM! Você é tão ansioso que nem pra falar pessoalmente você queria, tinha que ser exatamente naquela hora. Mas pelo menos foi por uma boa causa.

O que eu acho mais legal em nós dois é o fato da gente se entender tão bem. O mais impressionante é que eu não preciso falar nada com você e se tiver alguma coisa acontecendo comigo você já percebe e tenta me ajudar. Pode ser o motivo mais idiota do mundo que você já se preocupa todo e tenta arranjar um jeito de me acalmar. Você conhece minhas manias, meus medos e na maioria das vezes meus pensamentos e quando você não sabe, geralmente é porque eu quero te deixar curioso e fazer aquele suspense básico. O que sempre funciona e eu acabo te contando depois porque eu fico com pena.

Eu sinceramente acho que isso pode ser o início de algo bem maior no futuro. Mas como você é ansioso demais, vamos esquecer isso e focar no presente. Espero que você tenha gostado desse texto, porque eu fiquei escrevendo diversas vezes até achar que estava bom o suficiente.

Um dia você me disse que não tinha certeza se eu te amava tanto quanto você me amava. Quando eu ouvi isso, bateu aquela dúvida se eu realmente sentia algo assim. Hoje eu posso te garantir que eu amo muito você e não me imagino um minuto sem a sua companhia do meu lado. Te amo.”

Vida boa - Parte 1

Alguns dizem que eu sou a bipolaridade em pessoa. Bem, somente agora consigo entender o que queriam dizer com isso. Eu estou em uma fase da minha vida em que tudo está dando certo. Pra começar, eu conheci um garoto muito legal e a gente está ficando já há algum tempo. É incrível como uma simples pessoa consegue mudar o seu jeito de ver o mundo. Além disso, dia 15 foi meu aniversário e agora eu tenho 16 anos. 

Não sei muito bem o que falar agora, já que nesse momento a minha vida anda muito bem, obrigada. Talvez eu só consiga falar dos meus sentimentos quando eu fico irritada ou triste. Enfim, acho que é isso…

Traição de amiga

Lembra daquele babaca de 19 anos que eu fiquei por um tempo? Então, ele é melhor amigo de uma amiga minha, a F. Dia 31 ela deu uma festa de aniversário na casa dela, só que eu não consegui ir! Mas o melhor não é isso, eu descobri que ele deu em cima de uma das minhas melhores amigas, a O, e como se não bastasse, ele e a minha outra melhor amiga C, ficou com ele.

Eu não sei o que dizer sobre isso, além dele ser um completo babaca, eu não esperava isso dela. Como se não bastasse ela ainda ficou com o ex da aniversariante na frente dela, na festa dela, na casa dela! Eu hein!

Agora eu consegui ver quem são as minha verdadeiras amigas. A melhor amiga é aquela que mesmo bêbada não sai pegando o ex da outra. A que pega os ex é simplesmente mais uma filha da puta.

Foi só mais uma roubada mesmo

Não sei muito bem o que dizer. Talvez eu deva ser uma completa idiota por acreditar que poderia acontecer alguma coisa entre eu e ele. Meus amigos já tinham me avisado que ele era um completo babaca mas como sempre, a minha teimosia falou mais alto e ignorou… O jeito é seguir em frente né?